Estrutura

Trabalhar juntos para deixar às nossas crianças um mundo mais sustentável.

Estrutura e Governação

Especialistas do oceano que se distinguiram pelo seu trabalho na conservação do mesmo; académicos de renome; personalidades conhecedoras das Nações Unidas, da Comissão Europeia e das suas agendas e outros ligados a organizações não governamentais (ONGs).

Conselho de Curadores

O Conselho de Curadores é responsável pelo plano estratégico da Fundação.

José Soares dos Santos (Presidente)
Princess Laurentien van Oranje-Nassau
Jane Lubchenco
Kristian Parker
Nuno Vieira Matias
Julie Packard (Consultora Especial)
Viriato Soromenho-Marques (Consultor Especial)

José Soares dos Santos (presidente)

Nascido em 1962, licenciou-se em Biologia Marinha pela Universidade Clássica de Lisboa em 1986. É membro Alumni de IMD (1995), Harvard (1997) e Stanford (2000). Membro do Conselho de Administração da Jerónimo Martins de 1995 a 2001 e de 2004 a 2015. É membro do Conselho de Administração da Sociedade Francisco Manuel dos Santos SGPS, S.E., desde 2001. É CEO da Sociedade Francisco Manuel dos Santos B.V., principal acionista da Jerónimo Martins, SGPS, S.A.. É membro do Conselho de Administração da Fundação Francisco Manuel dos Santos, desde 2009. Presidente da Unilever Jerónimo Martins, Lda., da Gallo Worldwide, Lda. e da Jerónimo Martins Distribuição de Produtos de Consumo, Lda. É presidente do Oceanário de Lisboa, S.A. desde setembro de 2015, e Presidente do Conselho de Curadores e Conselho de Administração da Fundação Oceano Azul, desde dezembro de 2016. Presidente da Movendo Capital B.V. desde 2017.

Princesa Laurentien van Oranje-Nassau

Presidente da Fauna & Flora International, trabalha na área da sustentabilidade e mudanças climáticas há mais de uma década. Foi conselheira especial do WWF e atualmente é conselheira especial da associação “Rewilding Europe” e membro da European Climate Foundation. Estabeleceu a Missing Chapter Foundation, cuja missão é promover a emancipação dos jovens e o diálogo intergeracional entre as crianças e os decisores económicos. É especialista em literacia através da Reading & Writing Foundation, entidade que fundou enquanto enviada especial da UNESCO para a Alfabetização para o Desenvolvimento. É autora de vários livros infantis, incluindo a série Mr. Finney sobre temas ambientais, que foram traduzidos em oito línguas. Com o seu marido, criou e gere um centro de inovação em Haia designado “Number 5”. A Princesa Laurentien possui ainda uma série de cargos honorários em organizações ligadas à língua e à cultura, incluindo o de presidente da European Cultural Foundation.

Jane Lubchenco

Ex-administradora da NOAA; ilustre professora universitária e conselheira em Ciências do Mar, ex-enviada científica dos EUA para os oceanos. Cientista ambiental reconhecida internacionalmente e com uma profunda experiência científica, académica e governativa. Nomeada pelo presidente Obama em dezembro de 2008 como parte da “Science Dream Team”, Lubchenco é uma ecologista marinha e cientista ambiental com expertise na temática dos oceanos, das alterações climáticas e nas interações entre o meio ambiente e o bem-estar humano.

Kristian Parker

Vice-Presidente do Conselho de Curadores da Oak Foundation e membro da família fundadora desta organização. Dirigiu o programa ambiental da Oak Foundation desde a sua criação, em 1998, e trabalha para este projeto desde 2003.
O programa ambiental da Oak Foundation dedica grande parte dos seus meios a dois dos maiores desafios do mundo: as mudanças climáticas e o colapso dos recursos pesqueiros. Kristian é também membro do conselho fundador da OceansFive e membro do Conselho de Administração da Oceana e da ClimateWorks.

Nuno Vieira Matias

Foi chefe do Estado-Maior da Armada entre 1997 e 2002. Foi também superintendente dos Serviços de Material, Comandante Naval e comandante-chefe da Área Ibero-Atlântica. Foi membro da Comissão Estratégica dos Oceanos e presidente da Academia de Marinha. Atualmente é vice-presidente da direção da Sociedade de Geografia de Lisboa, membro da Academia das Ciências de Lisboa, membro emérito da Academia Portuguesa de História, membro do Conselho Nacional de Educação e ainda membro do European Security Research Advisory Board da União Europeia. O almirante Vieira Matias é professor convidado no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e autor de diversos trabalhos e artigos sobre estratégia marítima, segurança nacional e economia do mar.

Julie Packard (Consultora Especial)

Diretora executiva do Aquário de Monterey, curadora da David and Lucile Packard Foundation e presidente do Conselho de Administração do Monterey Bay Aquarium Research Institute (MBARI), líder mundial em ciência e tecnologia sobre o fundo dos oceanos. Membro da Pew Oceans Comission e membro da Joint Oceans Commission Initiative.

Viriato Soromenho-Marques (Consultor Especial)

Ensina filosofia nos Departamentos de Filosofia e Estudos Europeus da Universidade de Lisboa onde é professor catedrático. É membro correspondente da Academia de Ciências de Lisboa e da Academia de Marinha. Foi coordenador científico do Programa Gulbenkian Ambiente (2007-2011). Autor de inúmeros trabalhos publicados sobre Filosofia, Meio Ambiente e Relações Internacionais.

Conselho de Administração

O Conselho de Administração é responsável pela gestão da Fundação e pela implementação de guidelines estratégicas.

José Soares dos Santos (Presidente)
Tiago Pitta e Cunha
Emanuel Gonçalves
R. Andreas Kraemer
João Falcato Pereira
Heather Koldewey (Consultora Especial)
Peter Heffernan (Consultor Especial)

José Soares dos Santos (Presidente)

Nascido em 1962, licenciou-se em Biologia Marinha pela Universidade Clássica de Lisboa em 1986. É membro Alumni de IMD (1995), Harvard (1997) e Stanford (2000). Membro do Conselho de Administração da Jerónimo Martins de 1995 a 2001 e de 2004 a 2015. É membro do Conselho de Administração da Sociedade Francisco Manuel dos Santos SGPS, S.E., desde 2001. É CEO da Sociedade Francisco Manuel dos Santos B.V., principal acionista da Jerónimo Martins, SGPS, S.A.. É membro do Conselho de Administração da Fundação Francisco Manuel dos Santos, desde 2009. Presidente da Unilever Jerónimo Martins, Lda., da Gallo Worldwide, Lda. e da Jerónimo Martins Distribuição de Produtos de Consumo, Lda. É presidente do Oceanário de Lisboa, S.A. desde setembro de 2015, e Presidente do Conselho de Curadores e Conselho de Administração da Fundação Oceano Azul, desde dezembro de 2016. Presidente da Movendo Capital B.V. desde 2017.

Tiago Pitta e Cunha (CEO)

Tem dedicado os últimos 19 anos de trabalho à área das políticas oceânicas enquanto legislador nas Nações Unidas, no Governo de Portugal e na Comissão Europeia, trabalhando igualmente como consultor independente. Defensor da importância estratégica dos assuntos marítimos tanto para Portugal como para a Europa, em Lisboa e em Bruxelas, é diretor executivo da Fundação Oceano Azul e membro do Conselho Geral da Universidade de Lisboa, tendo sido conselheiro do Presidente da República para assuntos de Ambiente, Ciência e Mar.

Emanuel Gonçalves (Comissão Executiva)

Professor associado no ISPA – Instituto Universitário e vice-presidente do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Tem estado envolvido na criação, monitorização e implementação de Zonas Marinhas Protegidas em diversas regiões, incluindo negociações sobre o alto mar. Foi chefe-adjunto do grupo de trabalho português para Assuntos Marítimos, que elaborou a Estratégia Nacional para o Mar, e coordenador do grupo da União Europeia que liderou as negociações de aprovação dos Critérios Científicos CBD para identificar áreas marinhas ecológica ou biologicamente significativas (EBSAs). Emanuel Gonçalves é ainda membro do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável.

R. Andreas Kraemer

Fundador do Instituto Ecológico, é atualmente investigador sénior do Instituto de Estudos Avançados de Sustentabilidade (IASS Potsdam) e do Centro de Inovação em Governação Internacional (CIGI), no Canadá. Diretor não executivo da Fundação Oceano Azul, professor assistente convidado de Ciência Política e professor-adjunto de Estudos Alemães na Duke University. Em 2015, foi Visiting Scholar no MIT. A sua investigação foca-se no papel e na função teórica e prática dos institutos de pesquisa ou dos “think tanks” em diferentes sistemas políticos, nas interações entre os domínios políticos e nas relações internacionais, tal como na governação global no ambiente, nos recursos, no clima e na energia.

João Falcato Pereira (Comissão Executiva)

Diretor do Oceanário de Lisboa, S.A. desde 2006, tem uma licenciatura em Ciências do Meio Aquático pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e uma pós-graduação em Gestão Avançada pela Universidade Católica Portuguesa. Foi gestor da Telecabine de Lisboa, Lda. (2007-2012), administrador da Fundação do Gil (2012-2015) e membro do Conselho Diretivo do Fórum Empresarial da Economia do Mar (2010-2016). É também membro do Conselho Diretivo da Associação Portuguesa de Zoos e Aquários e administrador da SIEOCEAN. Desde 2013 é membro do Comité Executivo da EAZA (Associação Europeia de Zoos e Aquários), e desde 2014 Presidente da EUAC (União Europeia de Conservadores de Aquários).

Heather Koldewey (Consultora Especial)

Diretora dos programas de conservação de água doce e marinha da Zoological Society of London, Heather Koldewey procura soluções através da investigação interdisciplinar e ações de conservação na interface entre as comunidades e o ambiente. Cofundadora do Projeto Seahorse, principal autoridade mundial em cavalos-marinhos, foi também responsável pela Net-Works, uma iniciativa que visa capacitar populações costeiras nos países em desenvolvimento para recolha, venda e transformação de redes de pesca em carpetes. Koldewey criou ainda o Project Ocean, uma parceria inovadora entre a cadeia de lojas Selfridges e a Zoological Society of London para levar o tema da conservação dos oceanos a novos públicos e contribuir para mudar os hábitos de consumo. Professora Associada Honorária na Universidade de Exeter, no campus de Corwall.

Peter Heffernan (Consultor Especial)

É presidente executivo do Instituto Marinho desde 1993, a agência nacional irlandesa de investigação e desenvolvimento que, desde então, ampliou os seus recursos humanos de um para mais de 200 funcionários e viu crescer o seu orçamento para 50 milhões de euros. O instituto abrange uma série de áreas, Ambiente Marinho e Serviços de Saúde, Serviços de Ciências da Pesca, Serviços de Ciências Oceanográficas, Serviços de Gestão de Aquacultura e Cataratas, Gabinete de Desenvolvimento Marítimo Irlandês, Serviços de Planeamento e Desenvolvimento Estratégico e Serviços Corporativos. Doutorado em Ciências Marinhas pela Universidade Nacional da Irlanda (NUI Galway), Peter Heffernan trabalhou na Universidade da Geórgia nos Estados Unidos (1985 -92). Foi eleito membro da Academia Real Irlandesa (MRIA) em novembro de 2006 e dois anos mais tarde recebeu o prémio Alumni da NUI Galway em Ciências Naturais. Peter Heffernan foi nomeado para o Conselho Europeu da Área de Investigação e Inovação e posteriormente constituído especialista em Investigação, Inovação e Políticas Científicas pela comissária Marie Geoghegan Quinn.

Comissão Executiva

A Comissão Executiva é responsável pela tomada de decisões da Comissão de Administração e tem o apoio dos gerentes do programa.

Tiago Pitta e Cunha (CEO)
Emanuel Gonçalves
João Falcato Pereira

Tiago Pitta e Cunha (CEO)

Tem dedicado os últimos 19 anos de trabalho à área das políticas oceânicas enquanto legislador nas Nações Unidas, no Governo de Portugal e na Comissão Europeia, trabalhando igualmente como consultor independente. Defensor da importância estratégica dos assuntos marítimos tanto para Portugal como para a Europa, em Lisboa e em Bruxelas, é diretor executivo da Fundação Oceano Azul e membro do Conselho Geral da Universidade de Lisboa, tendo sido conselheiro do Presidente da República para assuntos de Ambiente, Ciência e Mar.

Emanuel Gonçalves

Professor associado no ISPA – Instituto Universitário e vice-presidente do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Tem estado envolvido na criação, monitorização e implementação de Zonas Marinhas Protegidas em diversas regiões, incluindo negociações sobre o alto mar. Foi chefe-adjunto do grupo de trabalho português para Assuntos Marítimos, que elaborou a Estratégia Nacional para o Mar, e coordenador do grupo da União Europeia que liderou as negociações de aprovação dos Critérios Científicos CBD para identificar áreas marinhas ecológica ou biologicamente significativas (EBSAs). Emanuel Gonçalves é ainda membro do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável.

João Falcato Pereira

Diretor do Oceanário de Lisboa, S.A. desde 2006, tem uma licenciatura em Ciências do Meio Aquático pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e uma pós-graduação em Gestão Avançada pela Universidade Católica Portuguesa. Foi gestor da Telecabine de Lisboa, Lda. (2007-2012), administrador da Fundação do Gil (2012-2015) e membro do Conselho Diretivo do Fórum Empresarial da Economia do Mar (2010-2016). É também membro do Conselho Diretivo da Associação Portuguesa de Zoos e Aquários e administrador da SIEOCEAN. Desde 2013 é membro do Comité Executivo da EAZA (Associação Europeia de Zoos e Aquários), e desde 2014 Presidente da EUAC (União Europeia de Conservadores de Aquários).

Conservação

Veja aqui as iniciativas de apoio aos processos científicos para manter as Áreas Marinhas Protegidas e recuperar ecossistemas degradados.